Situação financeira pode impactar nas vendas de Páscoa em Lages

A Páscoa deve movimentar as vendas nos supermercados e comércio de rua nos próximos dias em Lages. Os consumidores, porém, estão entre os mais econômicos do estado- o gasto médio está previsto em R$136,36, o segundo mais baixo atrás de Joinville (R$ 130,47), e menor em relação ao ano passado (R$ 155,56).

Veja a pesquisa na íntegra

A percepção sobre a situação financeira das famílias pode pesar na hora de escolher o presente: 40,2% afirmaram que estão na mesma condição, mas 37,2% dos consumidores da Serra consideram que estão piores, o índice mais alto entre as cidades pesquisadas.

Os dados mostram que os consumidores estão bastante seletivos nas escolhas para não comprometer o orçamento, tanto que 76,7% devem recorrer à pesquisa de preço em busca do melhor custo/benefício.

“A expectativa neste ano é oferecer preços e opções vantajosas para atrair os consumidores. Estamos animados: o início da retomada da confiança, que aos poucos traz a estabilidade tão esperada desde 2015, o dinheiro extra do FGTS e a possibilidade de negociar formas de pagamento a preços diferenciados são bastante favoráveis ao mercado”, comenta o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt.

Perfil do consumidor

O comércio de rua (45,2%) e supermercados (44,9%) devem ser os principais destinos de compras, antes dos shoppings (4,7%). Os segmentos mais procurados no período serão de chocolate (90,7%), vestuário/calçados (6,6%) e brinquedos (1,3%).

A maioria deve optar pelos ovos industrializados (48,2%) e chocolates variados (36,9%), como barras e caixas de bombons e produtos artesanais (11%).

Em tempos de restrição econômica, o primeiro quesito levado em conta é o preço (42%), mas promoção (30%), atendimento e variedade de produtos, empatados em 9%, também devem ser considerados. Um índice bastante expressivo 80,1% pretende comprar em dinheiro, seguido pelo cartão de crédito (13,3%) e parcelado no crediário (2,0%).

Cerca de 12,3% dos entrevistados pretendem viajar no feriado, grande parte (78,4%) dentro do próprio estado, movimentando a economia local. O Rio Grande do Sul (16,2%) e Paraná (2,7%) também figuram na lista de destinos.

As pesquisas são feitas com consumidores em Blumenau, Chapecó, Criciúma, Florianópolis, Joinville, Lages e Itajaí para orientar os empresários do setor e revelar as principais tendências de consumo.

Sobre o Sindicato

Sindicato do Comércio Atacadista do Vale do Itajaí

  • Endereço:
    Alameda Rio Branco, 165 - 2º andar - Casa do Comércio - Jardim Blumenau
  • CEP: 89010-300
  • Processo: 351
  • Telefone(s):(47) 3221-5750
    Fax:(47) 3322-7475
  • Email contato: contato@sincavi.com.br
  • Presidente:
    CÉLIO FIEDLER